Concerto de encerramento do Festival Tinta Fresca

Marcos Arakaki, regente

|    Especial

BUTCHER
FACÓ
GUY
ATHAYDE
REIS
Stretching before and after
Ensaio sobre cores e sombras
Ars Polaris
Aurora
Corona del Inca

Marcos Arakaki, regente

Marcos Arakaki é Regente Associado da Filarmônica de Minas Gerais. Tem conduzido importantes orquestras no Brasil e também nos Estados Unidos, México, Argentina, República Tcheca e Ucrânia. Colaborou com artistas de renome, como Pinchas Zukerman, Gabriela Montero, Sergio Tiempo, Anna Vinnitskaya, Sofya Gulyak, entre outros. Vencedor do I Concurso Nacional Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes (2001) e do I Prêmio Camargo Guarnieri (2009), foi Regente Titular da Sinfônica da Paraíba e da Sinfônica Brasileira Jovem, com grande reconhecimento da crítica especializada e do público. Gravou a trilha sonora do filme Nosso Lar, composta por Philip Glass, com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Natural de São Paulo, é Bacharel em Violino pela Unesp e Mestre em Regência Orquestral pela Universidade de Massachusetts. Nos últimos anos, Arakaki tem contribuído de forma decisiva para a formação de novas plateias, por meio de apresentações didáticas, bem como para a difusão da música de concertos através de turnês a mais de 70 cidades brasileiras.

Programa de Concerto

Stretching before and after | BUTCHER

O paulista Martim Butcher iniciou seu aprendizado em música com o violão, por volta dos quatorze anos. Formou-se em Composição na Universidade Nacional de La Plata, Argentina, cidade onde estreou algumas obras para grupos reduzidos. Paralelamente, dedicava-se à música popular como violonista e compositor. Desde 2016 voltou a residir em São Paulo. Sobre Stretching before and after, Martim Butcher diz: “Mas, antes, o que havia? Já nos resignamos a não ir além (aquém) do ponto primeiro, tão indiferenciado de si mesmo quanto o burburinho prévio ao levare. Podemos, mal e mal, reconstruir o que desde então as ruínas nos mostraram: a pulsação bruta, a matéria ruidosa arrefecida, condensando-se em formas cada vez mais discretas, e os sons humanos colapsando sobre seu próprio atrevimento. Entretanto, ecos: do que foi, é, será. E lá adiante, talvez, ouviremos alguma coisa do que era antes e silêncio”.

Doutorando na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, orientado por Borges-Cunha, Facó possui obras interpretadas pela Orquestra Sinfônica do Teatro Claudio Santoro, Mivos Quartet, International Contemporary Ensemble e Filarmônica de Minas Gerais. Contemplado no Prêmio Funarte de Composição, foi finalista em três edições do Festival Tinta Fresca. Neste ano, recebeu encomenda da Fundação Osesp. É compositor associado na Orquestra de Câmara de Valdívia e no Ensemble MPMP. Ensaio sobre cores e sombras se baseia no experimento de Isaac Newton ocorrido quando o cientista percebeu que um raio de sol, ao entrar por um furo em sua veneziana e atravessar um prisma de vidro, se decompunha nas sete cores do espectro visível, produzindo um arco-íris artificial. Na música, o espectro de cores é representado por diferentes combinações harmônicas, que permeiam acordes claros e opacos coloridos pelos diferentes timbres dos instrumentos da orquestra.

Hanon Guy Rossi é formado em Composição pela Universidade de São Paulo (USP) e em Piano pela Escola Municipal de Música. Atualmente cursa mestrado na USP e estuda órgão e cravo. Recebeu o primeiro lugar no Concurso Nacional Quarteto Lígnea, com a obra Paisagismo de Timbres, e primeiro lugar no Concurso Internacional A. Dvorák, com a peça orquestral Breve Sensório, estreada pela Praga Sinfonietta. Ars Polaris, composta para o Festival Tinta Fresca, refere-se a uma nova maneira de praticar a estrutura harmônica, que viaja por tonalidades (polos) distintas sem se fixar sob qualquer uma, recorrendo a conjunturas que misturam espectralismo com neotonalismo. A obra é estruturada em três movimentos ininterruptos, em formas comuns (Sonata, Ternária e Binária com Codas), que, juntos, totalizam uma forma cíclica livre. Temas e motivos recorrentes perpassam toda a obra, com variações da maior diversidade possível.

Eduardo Athayde graduou-se em Composição na Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, onde foi aluno de Rogério Vasconcelos, Sérgio Freire, Gilberto de Carvalho, Oiliam Lanna e João Pedro Oliveira. A peça orquestral Aurora é a sua estreia como compositor. Aurora é o nome da titânide deusa do amanhecer na Mitologia Romana. Todo dia Aurora se renova e, voando através dos céus, anuncia a chegada de seu irmão Sol. Esse ciclo é fundamental para a percepção humana sobre a passagem do tempo. A peça é construída em três escalas temporais. São elas a percepção psicoacústica dos sons no presente; o diálogo com estéticas e técnicas composicionais do passado; e o intervalo entre duas Auroras que conectam nossas relações entre o passado, presente e futuro.

Jônatas Reis estudou na Escola Superior de Música José Ángel Lamas em Caracas, Venezuela, e é Bacharel em Composição pela Universidade Federal de Minas Gerais. Venceu diversos prêmios de composição, inclusive o Festival Tinta Fresca 2015. Suas obras, executadas por várias orquestras nacionais, exploram principalmente a combinação entre a música de concerto, o jazz e os folclores brasileiro e latino-americano. No seu repertório, destacam-se as peças de caráter sinfônico. Corona del Inca é dedicada à memória do compositor argentino Alberto Ginastera. A obra foi inspirada na experiência de uma viagem realizada em 2016, ano do centenário de Ginastera, ao Corona del Inca, vulcão extinto de 5.530 metros de altitude localizado nos Andes argentinos, cuja enorme cratera é ocupada por um belo e misterioso lago. Elementos melódicos e rítmicos do folclore regional são utilizados ao longo da peça e interagem com processos e recursos próprios da música de concerto contemporânea.

baixar programa

19 jun 2018
terça-feira, 20h30

Sala Minas Gerais
concerto gratuito

Os ingressos serão distribuídos a partir do dia 15 de junho, sexta-feira, às 12h, apenas na bilheteria da Sala Minas Gerais.
Há um limite de quatro unidades por pessoa, não sendo autorizado o uso de um segundo CPF.

|    mais informações sobre ingressos