Festival Tinta Fresca

 

Como uma orquestra do nosso tempo, a Filarmônica busca fomentar a música feita no presente. Por isso, criou em 2008 o Festival Tinta Fresca, projeto que proporciona um terreno fértil para compositores brasileiros em busca de sua própria voz.

Como Funciona

As partituras inscritas no Festival são analisadas por uma comissão julgadora formada por profissionais de renome no cenário nacional. Eles selecionam as composições que serão interpretadas pela Filarmônica em concerto aberto ao público.

 

Durante a semana de ensaios, os compositores acompanham de perto o desenvolvimento de suas peças e podem conversar sobre elas diretamente com músicos, maestro e comissão.

 

Como prêmio, o vencedor do Festival recebe a encomenda de uma obra para ser estreada em temporada futura da Filarmônica.

 

Informações
tintafresca@filarmonica.art.br
(31) 3219-9028

Você precisa saber

  • Podem se inscrever somente aqueles nascidos ou naturalizados no Brasil.
  • A obra inscrita não pode ter sido executada anteriormente em concerto público.
  • A duração máxima da composição é de 15 minutos.
  • A instrumentação usada deve estar dentro do seguinte parâmetro:
    3333-4331-tmp+3-hp-cel/pno-cds.
  • Somente obras sinfônicas podem concorrer (concertos, obras vocais ou corais não serão aceitas).
  • Os compositores poderão inscrever-se com apenas uma peça.
  • Não há restrição de idade para inscrição.

Todos os festivais

2017
8º Festival Tinta Fresca | 24 de agosto de 2017

Regente: Marcos Arakaki
Jurados: Cláudio de Freitas, João Guilherme Ripper e Ronaldo Miranda

VASCONCELOS
COE
GOULART
FACÓ
DINO
Quando o Sol se detém para ouvir canções de guerra
Maris Stella
Impressões francesas
Pandora – Fantasia orquestral sobre mito de Hesíodo
Menniniana (obra vencedora )
2016
7º Festival Tinta Fresca | 25 de maio de 2015

Houve um empate triplo na sétima edição do Festival e, desta forma, não há um vencedor e sim menções honrosas às obras de Caio Facó, Levy Oliveira e Pedro Luterbach, que receberam dois votos cada. Regente: Marcos Arakaki
Jurados: Edmundo Villani Côrtes, Eli-Eri Moura e Oiliam Lanna

FACÓ
LUTTERBACH
XAVIER
STEIDLE
OLIVEIRA
Aproximações Áureas
O Coração do Curupira
Percurso – Trianon-Sumaré
Singularidades
Um ato de fé
2015
6º Festival Tinta Fresca | 3 de junho de 2015

Regente: Marcos Arakaki
Jurados: João Guilherme Ripper, Oiliam Lanna e Ronaldo Miranda

VELASCO
PENIDO
ARRUDA
VASCONCELOS
REIS
VERDAN
A Lenda da Vitória Régia
Eosos
Reza, opus 3
Les Tombeaux Vides
Messiânicas Brasileiras nº 3 – Grande Sertão Exótico (obra vencedora )
Alucinações Cadavéricas
2014
Vivace | 26 de agosto de 2014

Estreia mundial de "Identidades", encomendada ao mineiro Leonardo Margutti, vencedor da edição 2013 do Festival Tinta Fresca. “Uma obra sobre estilos, afinidades e construção da identidade composicional”.

2013
Vivace | 12 de novembro de 2013

"Horizonte" é o resultado da encomenda feita a Carlos dos Santos, jovem compositor e percussionista paulista vencedor da edição 2012 do Festival Tinta Fresca. “Trata-se de uma homenagem à cidade de Belo Horizonte. Sua topografia ondulada é traduzida em modulações métricas, mudanças nos apoios musicais, e a noção plena de horizonte, sugerida pela valorização dos elementos melódicos, ou seja, do plano horizontal da obra.”

2013
5º Festival Tinta Fresca | 13 de junho de 2013

Regente: Marcos Arakaki
Jurados: Amaral Vieira, André Mehmari e Rodolfo Coelho de Souza

FERRO
MEINE
MARGUTTI
VITTA
L’Organo Marino
... e ele construiu uma casa torta
Em sete (obra vencedora )
Sinfonia IV, “Paulista”
2012
Vivace | 5 de junho de 2012

Estreia mundial de "Reações", obra composta sob encomenda da Filarmônica pelo carioca Vicente Alexim, vencedor da edição do Festival Tinta Fresca. “Reações lida com a interação entre diferentes objetos sonoros. A obra propõe um ambiente em que identidades musicais diversas derivam-se umas das outras e influenciam-se mutuamente”.

2012
4º Festival Tinta Fresca | 20 de setembro de 2012

Regente: Marcos Arakaki
Jurados: Mário Ficarelli, Marlos Nobre e Ronaldo Miranda

VIANA
SANTOS
SANTANA
IRLANDINI
ARRUDA
HYPPOLITO
Hybridus
Noturno (obra vencedora )
Contraste
Phoînix
Cangaço de Vida e Morte
O despertar de um sonho
2011
Vivace | 16 de agosto de 2011

"Aura" foi encomendada ai jovem compositor mineiro Sergio Rodrigo após vencer o Festival Tinta Fresca em 2010. A obra também foi interpretada pela Filarmônica nos concertos realizados nos teatros municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo, sob regência do maestro Fabio Mechetti. “Há uma atmosfera expressiva que nos envolve e que nasce – ou emana – diretamente do som”.

2011
3º Festival Tinta Fresca | 10 de junho de 2011

Regente: Marcos Arakaki
Jurados: João Guilherme Ripper, Olivier Toni e Silvio Ferraz

BARROS
SIQUEIRA
EDLER-COPES
ALEXIM
BITONDI
LUCAS
Trails by a river
Continum
Does the sea remember the walker upon it?
Três Poemas sobre Luz (obra vencedora )
Luz e sombra sobre tela de vidro
... das cinzas
2010
2º Festival Tinta Fresca | 11 de março de 2010

Regente: Marcelo Lehninger
Jurados: Almeida Prado, Edino Krieger e Silvio Ferraz

S. RODRIGO
GOULART
REIS
VIANA
FILHO
Stupor (obra vencedora )
Três momentos sinfônicos
Louvor sinfônico nº 1, "Adoração ao Criador da Terra"
Katharsis III
Sinfonia Minas
2009
Allegro | 20 de outubro de 2009

"outras cores, novos véus" foi composta pelo mineiro Rafael Nassif, primeiro vencedor do Festival Tinta Fresca. “Se olhamos com atenção e velocidade para o palco, podemos também apreciar o desenrolar de um intenso balé nas cordas, principalmente nos violinos e violas”.

2008
1º Festival Tinta Fresca | 12 de setembro de 2008

Regente: Carlos Moreno
Jurados: Almeida Prado, Aylton Escobar, Roberto Victorio e Marisa Rezende

VIANA
C. e M. CIMBLERIS
NASCIMENTO
PADOVANI
NASSIF
RODRIGO
Hybridus
Depois do fim
Lembro-me de ter visto um boticário...
Lio
véus sobre cores (obra vencedora )
Tarabust